27/10/2022

Coren-RO promove palestra sobre Outubro Rosa para colaboradoras

A importância dos exames preventivos e periódicos, foram destacados

A campanha Outubro Rosa visa conscientizar a população feminina acerca do câncer de mama e colo do útero

Pensando na saúde da mulher, bem como na prevenção e combate ao câncer de mama e colo do útero, o Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia (Coren-RO) em alusão ao Outubro Rosa, promoveu nesta quinta-feira (27), uma palestra sobre o tema, além de dinâmicas direcionadas as colaboradas da instituição. O evento em parceria com a Faculdade São Lucas foi realizado no auditório da autarquia.

O Outubro Rosa é uma campanha celebrada anualmente e visa conscientizar a população feminina acerca do diagnóstico precoce, prevenção e combate ao câncer de mama e colo do útero. Durante a campanha, são realizadas ações de conscientização com informações sobre a doença com intuito de proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo para a redução da mortalidade.

“De um a cada três casos diagnosticados com o câncer de mama tem cura, portanto, a palestra objetivou explicar sobre a detecção precoce e o autoconhecimento das mulheres, oportunizando também o momento de prática e educação em saúde para os acadêmicos de enfermagem”, disse a palestrante Amanda Pontes.

As colaboradores participaram de dinâmicas

De acordo com o Ministério da Saúde, a detecção precoce é uma forma de prevenção secundária e visa a identificar o câncer de mama em estágios iniciais. Existem duas estratégias de detecção precoce: o diagnóstico precoce e o rastreamento. O objetivo do diagnóstico precoce é identificar pessoas com sinais e sintomas iniciais da doença, primando pela qualidade e pela garantia da assistência em todas as etapas da linha de cuidado da doença. O diagnóstico precoce, portanto, é uma estratégia que possibilita terapias mais simples e efetivas, ao contribuir para a redução do estágio de apresentação do câncer.

A importância dos exames preventivos e periódicos, como a mamografia e o Papanicolau também foi abordada pelas palestrantes. “O exame não previne e, sim rastreia a doença. O que vai prevenir são os hábitos de saúde”, disse a enfermeira, Dulcinéia Torres, também palestrante do evento.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é a primeira causa de morte por câncer na população feminina em todas as regiões do Brasil, exceto na região Norte, onde o câncer do colo do útero ocupa essa posição. A taxa de mortalidade por câncer de mama, ajustada pela população mundial, foi 11,84 óbitos/100.000 mulheres, em 2020, com as maiores taxas nas regiões Sudeste e Sul, com 12,64 e 12,79 óbitos/100.000 mulheres, respectivamente (INCA, 2022).

Para a chefe de gabinete do Coren-RO, Elizete Ramos, o Conselho ao promover este estímulo no ambiente de trabalho mostra o tanto que a instituição se preocupa com a saúde das mulheres. “A palestra recebida reforça a importância de a mulher conhecer o próprio corpo e buscar o serviço de saúde periodicamente, o que facilita o diagnóstico precoce e o tratamento adequado. A conscientização do Outubro Rosa pode salvar vidas”, disse.

A colaboradora do Recursos Humanos, Jaila Soares, salientou a importância de falar sobre o assunto. “Infelizmente o tema ainda é um tabu para muitas mulheres e, falar sobre o câncer de mama e câncer uterino desmistifica informações incorretas e nos ajuda a entender melhor os fatores de risco e prevenção”.

Participaram do evento, a enfermeira Tainan Vieira e os acadêmicos do 6º período integral Arthur Gerhard, Manoely Neves, Camila Siqueira, Vitória Viera, Alexya D’avila, Erica Ester, Taiara Castro e Eloísa Garcia.

 


Fonte: Ascom Coren-RO



  • BannerLateralRevistsa-207x117
  • BANNER_CRT_207X117-207x117
  • acesso-200x90